O significado do casamento para o Espiritismo.
29/08/2012

Casamento Espirita

A cerimônia religiosa conhecida como casamento, em muitas religiões é sinônimo de comemoração em forma de festa e rituais, muitas vezes milenares. Entretanto para os que seguem a doutrina Espírita não existe a cerimônia de casamento espiritismo e, sim, uma forma de se unir a pessoa amada pelo simples ato do amor.

Na verdade, o Espiritismo não faz sacramentos ou cerimônias (nem rituais ou dogmas). Já que o casamento é um sacramento (além de ser uma cerimônia) nenhum centro ou socieade espírita deveria realizá-los. Desse modo, para o espiritismo, casar é tarefa para todos os dias, pois leva-se em consideração o convívio e o compromisso moral entre os cônjuges.

O casamento espírita  é um ato de amor

Para os seguidores da doutrina, o casamento espírita é um ato de amor e de convivência diária, e independe de dogmas e rituais.

O espiritismo não possui um ritual religioso, por isso não há como organizar um casamento, já que o casamento na sua forma mais tradicional, mesmo sem interferência da religião, é em si um ritual. No entanto, no espiritismo é aceito o casamento civil. Isso se dá por causa do caráter legal da união civil, que legitima o casamento dando direitos e deveres ao casal.

Para quem segue a doutrina o mais importante é que o casal se una através de intenções verdadeiras. O foco principal é no preceito básico do Espiritismo, que é o amor.

Mas o que é o Espiritismo?

O Espiritismo foi reconhecido como doutrina através do educador francês Allan Kardec, no século XIX. Toda a base do Espiritismo foi organizada por Kardec e outros a partir de relatos de espíritos superiores psicografados por médiuns. Além da denominação comum de religião, o Espiritismo pode ser definido como ciência e filosofia.

A filosofia vem  da interpretação peculiar da vida, que responde as maiores questões do ser-humano. De onde viemos, qual é o nosso papel no mundo, para onde iremos depois de morrer. A parte da Ciência vem de observações que utilizam critérios científicos para estudar os fenômenos mediúnicos, isto é, fenômenos manifestados pelos espíritos e que não para os espíritas são fatos naturais. Por fim, o Espiritismo desempenha também o papel mais reconhecido de religião, pois tem como objetivo primordial melhorar o ser-humano, transformando a moral do homem através da simplicidade, pureza e amor dos ensinamentos de Jesus Cristo.

Ou seja, para os espíritas a religião deve se manter o mais simples possível, não há sacerdotes, nem cerimoniais ou sacramentos. Também não existem rituais, velas, culto a imagens, manifestações exteriores ou roupas especiais.

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE O ASSUNTO

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

© 2000-2012, Casamentolindo.com.br Todos os direitos reservados